Dominação e Submissão

Dominação e Submissão

Quando se fala de Bondage, muitas pessoas acreditam que tudo se resume a isto mesmo, dominação e submissão, mas é muito mais do que isto. Apesar destas ser uma das partes mais apreciadas por todos os praticantes, é também aquela que requer mais cuidados e responsabilidades, pois muita coisa pode correr mal e até a própria integridade física pode ser colocada em causa.

Numa relação destas, de Dominação e Submissão, geralmente também denominada apenas por D/S, existe uma troca de poder, havendo assim uma espécie de papéis a desempenhar, do tipo de Dominador/Submisso ou então de Dono/Escravo, sempre com um papel mais activo e com mais poder do que outro. Esta é a base de todo este conceito, caso contrário não faria qualquer sentido ter esta denominação.

Um dominador, também chamado de dono, é alguém que sente um prazer imenso ao controlar física e psicologicamente outra pessoa dentro de um relacionamento físico, geralmente essa pessoa, por sua vez, tem prazer exactamente no contrário. Para que tudo corra da forma desejada e para que o seu papel seja desempenhado com todo o sucesso pretendido, esta pessoa deve conseguir que o seu submisso se entregue de corpo e alma ao momento. O dominador sente prazer em compreender, cuidar, proteger, enaltecer uma outra personalidade, com características contrárias, contudo é essencial que tenha a capacidade natural de perceber até onde pode ir, com um auto controlo imenso, sem nunca colocar em causa o bem estar físico e psicológico dele e da outra pessoa.

Por sua vez, um submisso é alguém que está completamente à vontade para receber e cumprir ordens, submetendo-se a tudo o que o seu dominador indicar, obtendo um enorme prazer com a situação, contudo para que tudo corra da forma desejada, é necessário que o dominador identifique claramente quais são os limites do submisso, evitando qualquer tipo de situações menos positivas. Neste caso em particular, a pessoa está completamente á vontade para se submeter a todo o tipo de dominação, com um certo limite como é óbvio, tirando o máximo proveito possível de toda a situação.

Cuidados a ter na Dominação e Submissão 

Como em tudo na vida, principalmente no que diz respeito ás relações sexuais e ao bondage em específico, existem vários cuidados a ter para que tudo corra da forma desejada, evitando danos físicos ou psicológicos nos intervenientes.

Para que tudo corra da forma desejada, antes de avançar para a a dominação, os intervenientes devem delinear quais os seus limites pessoais e quais os limites da outra pessoa. Assim, é imprescindível que haja uma palavra segura, para que num momento onde a dor seja demasiado elevada essa palavra possa ser a chave para que tudo termine.

Por último, mas não menos importante, as pessoas que se estão a relacionar devem confiar a 100% na outra, entregando-se de corpo e alma à outra pessoa, sem qualquer tipo de receios de que a outra pessoa possa usufruir do seu corpo em seu proveito, para obter o máximo de prazer possível.

2 thoughts on “Dominação e Submissão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.