Cerimónia das Rosas

O significado da Cerimónia das Rosas

Para quem desconhece as práticas de BDSM e Bondage poderá achar que o único objectivo deste tipo de actividade sexual será magoar o escravo sexual e que o dominador não se importa minimamente com este e com os seus sentimentos.

Pois então o melhor mesmo será desmistificar o mito que se encontra por trás do engano de leigos que não se importam e que simplesmente não querem aprender mais sobre esta bela actividade.

A Cerimónia das Rosas está carregada de simbolismo, e é como que a forma do dominador dizer à sua escrava sexual que ele será seu até ao fim dos seus dias, por outras palavras, é uma tradição tão válida como o típico Casamento, mas na minha opinião esta é uma tradição ainda mais bonita.

Simbolismo da Cerimónia das Rosas

  • Rosa Branca – A rosa branca semi-fechada será carregada pela submissa como um acto de submissão, a sua cor representa a transparência e a pureza que a submissa leva para a relação;
  • Rosa Vermelha – A cor vermelha é conhecida pelo seu significado de paixão e desejo, claro que esta é a representação do Dominador, mas além disto, representa ainda a necessidade que o Dominador têm e que quer proteger e ter a sua submissa.
  • Sangue – O sangue derramado nas pétalas é o símbolo da união entre o casal, apesar da cerimónia ser apenas simbólica a união do casal através do sangue quer dizer que esta será eterna. E que agora ambos são da mesma família e que nada os poderá separar.
  • Pétalas – A união das pétalas demonstra a união entre dois seres; quer dizer que daquele momento em diante as suas vidas serão agora conjunta e nunca separada; Reza ainda várias lendas que depois de morrerem o casal é enterrado juntamente com as suas pétalas e que já se virão nascer rosas. O facto das pétalas serem enterradas com o Dominador e a submissa quer dizer que a sua relação é muito mais do que carnal também se torna espiritual!

Desenrolar da Cerimónia das Rosas

A submissa carrega uma rosa branca semi- fechada enquanto que o Dominador leva uma rosa vermelha quase aberta. Ambas devem de ser colhidas à pouco tempo para que estejam bonitas e frescas, os seus pés devem de ter alguns espinhos.

Depois de trocarem os seus votos, a submissa deverá de deixar que o Dominador pique o seu dedo do meio com o espinho da rosa vermelha e o sangue deverá de ser derramado em cima das pétalas da rosa branca.

Depois disso ambos deverá de juntar os dois dedos e assim ficarão unidos para sempre através de lanços de sangue, a sua vida a partir deste momento como dantes era conhecida deixa de existir e eles são agora um só!

A união do casal é feita através da Cerimónia das Rosas, e para sempre estes encontrar-se-ão unidos, numa relação de Dominação e Submissão, de desejo e paixão. Mas a sua união não é apenas física esta é também espiritual, maior parte das vezes depois de mortes, o casal pede para ser enterrado junto e com eles as suas rosas devem de permanecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.