prazer e dor

Elementos de BDSM: Prazer e Dor

Desde muito cedo que o prazer e dor andam de mãos dadas, é uma linha ténue já antes defendida por vários psicólogos.

Porque será que toda a situação quando somos pequenos e a mãe vem atrás de nós para nos bater com um chinelo, acabamos por sempre por nos lembrar disso anos mais tarde. Mas melhor ainda é quando essa situação nos começa a dar prazer e queremos associar prazer e dor.

Nesse caso, posso dizer que o prazer e dor, estão associados ao sadismo.

O Sadismo consiste em magoar ao máximo o nosso submisso, e através dar dor causada o dominador sente prazer com essa situação.

Prazer e dor- Situações de prazer

Tal como acima referido, vou-vos dar exemplos de situações em que o prazer e a dor andam de mãos dadas!

  • Palmadas- há pessoas que realmente adoram palmadas, umas com mais força outras nem tanto, mas esta situação é das mais conhecidas. Claro que quando se fala em dar ou receber palmadas, está tudo no contexto sexual e não no dia-a-dia, é bom que esta situação fique bem definida, enquanto sadismo, o prazer está em ter e não há nada melhor do que ser penetrada por trás pelo nosso parceiro sexual e no cume do prazer pedir-lhe para nos dar umas boas palmadas que nos façam gritar de dor mas ao mesmo tempo de prazer!
  • Puxar o cabelo- como é óbvio, o mais normal nesta situação deparamo-nos mais com mulheres que tenham o cabelo comprido e que pensam para serem puxados. A dor de puxar o cabelo é algo inexplicável, enquanto mulher não sei mesmo como dizer porque gosto tanto que o façam apenas sei que gosto e quero sempre que estou de quatro e o meu parceiro sexual me está a penetrar.

Tal como estava a explicar acima, o Sadismo é uma forma de fantasia ou fetiche sexual. As pessoas que se excitam e têm prazer através da dor só assim conseguem atingir um orgasmo e ter realmente prazer durante o acto sexual.

Todos os actos levados a cabo por uma pessoa sádica (dominador ou dominadora), devem de ser feitos a alguém submisso/a) que consinta. Infelizmente, ainda há relatos de muitos casos, em que o sádico só obteve prazer torturando uma pessoa sem o seu consentimento.

Mais uma uma vez, volto a relembrar, todas as situações de dominação e submissão, sadismo, masoquismo, Bondage, mesmo que feito de forma leve, devem de ser discutidas e faladas entre o casal, parceiros ou companheiros sexuais.

A definição de regras e limites entre os dois envolvidos deve de estar extremamente delineada e a palavra de segurança deve de ficar definida antes de qualquer acto.

Quando essa situação estiver bem resolvida, façam o favor de aproveitarem e terem uma ou mais noites sexuais em que o prazer e dor, estejam presentes!

Se decidirem que o homem será o dominador, não se esqueçam dos exemplos acima referidos, puxar o cabelo e levar palmadas, dar-vos-á mais prazer do que alguma vez possam ter sentido. Se por outro lado, a mulher for a dominadora, usem e abusem do vosso poder!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.