fetiche bondage testemunho

“Ele fingiu que me violou e eu adorei!”

Uma das nossas leitoras decidiu enviar-nos a sua história. Vamos publicar, se por acaso já vos aconteceu algo do género, enviem-nos os vossos testemunhos.

“Olá, sou utilizadora do vosso site de Bondage, e adoro! O meu nome é Sofia, e tenho 25 anos. Desde que iniciei a minha vida sexual que nunca me senti verdadeiramente realizada, os meus orgasmos não vinham com facilidade e mesmo quando os tinha não sei todo o êxtase que me haviam falado.

A partir dos 20 anos, comecei a ter relacionamentos sexuais mais explosivos e tudo o que mete-se dominação e submissão dava-me prazer, só de pensar que iria fazer, por isso, aprendi então o que era um verdadeiro orgasmo!

Já estou inscrita no vosso site de Bondage há mais de um ano, e posso dizer que já conheci muitas pessoas, fossem homens ou mulheres que são extremamente interessantes e claro está, já tive mais que muitos encontros sexuais com essas pessoas.

Mas para hoje, achei que devia de vos contar o meu fetiche realizado, tudo aconteceu há mais de 6 meses, mas ainda hoje penso nisso, pena que o Tiago se teve que ausentar do país, porque a verdade seria que ainda estaríamos a ter este tipo de encontro.

Andámos a conversar online durante quatro semanas, todos os dias falávamos durante horas, expúnhamos os nossos fetiches bizarros e fantasias sexuais , por mais estranhas que parecessem, conseguíamos compreender-nos.

Foi então que lhe contem o meu fetiche sexual de ser violada, sei que para muitas mulheres, isto é um assunto deveras sério, e longe de mim estar a contar esta situação para chocar alguém.

Combinamos o primeiro encontro num local público, apesar de além de termos conversado online, também tínhamos trocado mensagens e falado através do Skype.

Quando nos vimos, senti várias coisas, mas entre elas, tive vontade de o encostar à parede e “violá-lo” logo ali, era moreno, de olhos verdes, super bonito e com um corpo de fazer inveja a muitos adolescentes.

Segundo constou, ele sentiu exactamente o mesmo, o encontro seria apenas para marcarmos mesmo o encontro sexual, mas não aguentámos, saímos do café e dirigímo-nos ao motel mais próximo.

Antes entrarmos, ele perguntou-me se queria realizar a minha fantasia, os meus olhos brilharam e disse que sim, foi então que ele fingiu que me violou e eu adorei.

Combinamos a nossa palavra de segurança antes de darmos inicio à situação não termos problemas.

Quando estava a meter a chave na porta, ele empurrou-me e fingiu que me estava a começar a assaltar, entrámos para dentro do quarto, ele fingia que tinha uma faca.

Obrigou-me a despir e eu em “desespero” tentava chorar e mostrar que não queria, ele mandou-me para cima da cama e rasgou-me o soutien e as cuecas, tentei pedir ajuda mas ninguém vinha, foi então que ele colocou o preservativo e penetrou-me por trás, com força, fê-lo com uma faca apontada ao meu pescoço, tinha as mãos presas e uma meia na boca para não gritar.

Ainda levei uma ou duas palmadas, tanto no rabo como na cara (nada que ficasse marcado), apesar de ser uma fantasia sexual, não podia ficar marcado. Devo dizer que o Tiago, executou o seu papel na perfeição, se bem que houve alturas em que teve medo de me magoar a sério. Acho que nunca tive orgasmos tão intensos como naquele dia!

Infelizmente nunca mais nos vimos… Mas às vezes ainda trocamos algumas mensagens, quem sabe talvez um dia voltemos a repetir!”.

Tem uma história para nos contar? Um testemunho que gostava de ver publicado no bondage.pt?

Envie-nos o seu testemunho ou história agora mesmo através deste formulário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.